SAÚDE Quarta-feira, 21 de Julho de 2021, 17:20 - A | A

corrente do bem

Artistas e apresentadores reforçam campanha "Unidos pela Vacina" em MT

O apresentador e ator Otaviano Costa, que é cuiabano, e o jornalista Milton Neves entraram na campanha que traz mensagens de incentivo a imunização.

Da Assessoria

Foto: Divulgação

image

Um time de artistas está se unindo ao movimento Unidos Pela Vacina para reforçar a campanha de vacinação contra a covid-19 em Mato Grosso. São mensagens que estão chegando de todas as partes – cantores, jornalistas, apresentadores, médicos – todos focados na missão de tornar o estado em um dos que mais vacinam no país. Nesta semana, o apresentador e ator Otaviano Costa, que é cuiabano, destacou que a vacina vai proteger a população e ajudar na retomada dos empregos e da economia. 

“Tem que vacinar a primeira e a segunda dose. Tem que fazer o serviço completinho, temos que nos proteger. Não escolha vacina, marque na agenda... E vamos juntos liderar a vacinação. Estamos conseguindo reverter os números, os números ruins estão caindo e os números bons começam a surgir. Imagina a gente começar a retomar todos os nossos negócios, todas as suas vendas, tudo fica melhor”, destacou Otaviano. 

Outro que entrou nessa corrente do bem foi o apresentador e jornalista esportivo Milton Neves. Ele lembrou que a vacina no braço vai garantir a volta total das torcidas aos estádios. 

“Alô povo de Mato Grosso. Estão com saudade de ir pros estádios? Vecorrenter o Cuiabá na primeira divisão? Então ‘bora’ vacinar! Quanto mais vacinado, menos risco. Não escolha vacina. Vacina boa é vacina no braço. Aliás, parabéns ao time do Cuiabá,” disse Milton Neves. 

A coordenação do Unidos Pela Vacina em Mato Grosso é feita pela Energisa e Grupo Mulheres do Brasil, com apoio da Federação das Indústrias (Fiemt) e Lide MT. O movimento afirma que toda ajuda é bem-vinda na hora de mostrar ao povo a importância da Vacinação. 

“Eu me vacinei nesta semana com a primeira dose. Estou muito emocionada. A vacina no braço é a proteção a vida. Mas vai além disso, é a retomada da rotina, do abraço apertado no pai, na mãe, nos filhos. E é essa a nossa intenção. Mostrar que o caminho pra isso tudo é a vacina”, detalhou Gabriela Dierings, uma das coordenadoras do Unidos Pela Vacina no estado. 

União que já tem até música. O cantor e compositor Pescuma, será uma das vozes do jingle produzido especialmente para os mato-grossenses pelo produtor musical e compositor Jairzinho. 

“... Na boa... vacina boa é no braço!

Vacine-se e entre nesse clima, é fácil!

Vacina boa é vacina no braço...” 

De acordo com dados do Ministério da Saúde, menos de 20% da população de Mato Grosso tomou as duas doses da vacina. Apesar de ser um percentual ainda baixo, especialista indicam que as doses já estão impactando positivamente na redução de mortes. A média móvel de óbitos é a menor desde o início de fevereiro. 

 Câmaras frias e geladeiras chegam aos municípios 

O movimento 'Unidos pela vacina' não tem fins lucrativos e está agilizando o processo de imunização de pelo menos 1,8 mil municípios do Brasil. São 4 mil voluntários levando itens básicos para cidades, como álcool, máscara, caixa térmica, algodão e até jaleco aos profissionais de saúde. Um levantamento feito em Mato Grosso apontou que dos 141 municípios do estado, 137 relataram falta de insumos e equipamentos. São mais R$ 2,85 milhões em demandas solicitadas. 

Nesta semana as prefeituras de Cuiabá e Rondonópolis vão receber geladeiras para armazenamento de dose de vacina contra a covid-19. Serão quase 120 equipamentos de refrigeração doados pela Energisa Mato Grosso a 82 municípios do estado. 

“O movimento se preocupou em fornecer as prefeituras todo o suporte legal para receber essas doações. E o Unidos Pela Vacina é muito interessante porque tudo que é doado pelas empresas, é auditada pela Ernst & Young, especializada nesse trabalho e referência nacional. Então nós ficamos muito satisfeitos de estar fazendo essa doação”, detalhou o diretor-presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera. 

O calendário de envio das geladeiras às cidades ainda está sendo ajustado. O de entrega das câmaras frias já está praticamente fechado:

Reprodução

cronograma camaras frias

 

image


Imprimir

Comentários