POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021, 18:55 - A | A

APROVADA

Proposta de Max Russi amplia direitos de idosos e pensionistas no transporte coletivo intermunicipal

“Passaporte do Idoso” deverá ser emitido pelo Sindapi, com a finalidade de diminuir a burocracia aos maiores de 60 anos.

José Marques/Assessoria

Fablício Rodrigues/Secom-AL

image

A proposta que garante a gratuidade do transporte coletivo intermunicipal a aposentados e pensionistas foi aprovada nesta quarta-feira (22), pelos deputados estaduais em primeira votação. O projeto de Lei 537/2021 é de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB).

Conforme o PL, o “Passaporte do Idoso” deverá ser emitido pelo Sindicato Estadual dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (SINDAPI-MT). Max Russi reforça que a finalidade é diminuir a burocracia para a emissão do bilhete gratuito.

“O passaporte vai trazer praticidade. Será um documento de comprovação de renda válido, que irá garantir aos maiores de 60 anos, o direito de viajar gratuitamente nos ônibus que fazem as linhas intermunicipais do estado, podendo utilizar até quatro passagens por mês”, justificou.

Para o presidente do Parlamento, é preciso tornar a ideia do direito ao transporte acessível e gratuito compatível com o crescimento e o envelhecimento da população. Ele assegura que o projeto vai garantir que os idosos possam se deslocar para fazer tratamento de saúde disponível em municípios maiores, como a própria capital cuiabana, possibilitando ainda o convívio com familiares que residem em outras cidades.

“Estamos vivendo ainda uma pandemia, que afastou ainda mais pessoas idosas de seus familiares. Precisamos fomentar ainda mais essas propostas e colocar em prática políticas públicas, que garantam direitos e benefícios a quem tanto contribui com o nosso Estado”, pontuou.
APROVADA

Proposta de Max Russi amplia direitos de idosos e pensionistas no transporte coletivo intermunicipal

“Passaporte do Idoso” deverá ser emitido pelo Sindapi, com a finalidade de diminuir a burocracia aos maiores de 60 anos.

A proposta que garante a gratuidade do transporte coletivo intermunicipal a aposentados e pensionistas foi aprovada nesta quarta-feira (22), pelos deputados estaduais em primeira votação. O projeto de Lei 537/2021 é de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB).

Conforme o PL, o “Passaporte do Idoso” deverá ser emitido pelo Sindicato Estadual dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (SINDAPI-MT). Max Russi reforça que a finalidade é diminuir a burocracia para a emissão do bilhete gratuito.

O passaporte vai trazer praticidade. Será um documento de comprovação de renda válido, que irá garantir aos maiores de 60 anos, o direito de viajar gratuitamente nos ônibus que fazem as linhas intermunicipais do estado, podendo utilizar até quatro passagens por mês

“O passaporte vai trazer praticidade. Será um documento de comprovação de renda válido, que irá garantir aos maiores de 60 anos, o direito de viajar gratuitamente nos ônibus que fazem as linhas intermunicipais do estado, podendo utilizar até quatro passagens por mês”, justificou.

Para o presidente do Parlamento, é preciso tornar a ideia do direito ao transporte acessível e gratuito compatível com o crescimento e o envelhecimento da população. Ele assegura que o projeto vai garantir que os idosos possam se deslocar para fazer tratamento de saúde disponível em municípios maiores, como a própria capital cuiabana, possibilitando ainda o convívio com familiares que residem em outras cidades.

“Estamos vivendo ainda uma pandemia, que afastou ainda mais pessoas idosas de seus familiares. Precisamos fomentar ainda mais essas propostas e colocar em prática políticas públicas, que garantam direitos e benefícios a quem tanto contribui com o nosso Estado”, pontuou.



Imprimir

Comentários